Weby shortcut
Conheça os cursos da Regional Jataí - UFG
Logo UFG
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram

Regional Jataí

Por Renan Vinicius Aranha Atualizado em 09/10/15 08:42.

Conheça a história do maior câmpus do interior entre as universidades federais

Entrada da Cidade Universitária

A história da criação do Campus de Jataí é ligada ao Projeto Rondon e à antiga política de interiorização da universidade pública brasileira. O Câmpus Avançado de Jataí – CAJ foi criado nesta perspectiva, atendendo a orientações do MEC e procurando desenvolver atividades de extensão pelo interior do país.

Paralelo ao processo que se iniciava de interiorização da UFG, em julho de 1979, a Comissão Pró-curso Superior do Lions Clube de Jataí entregou ao então reitor da UFG um abaixo-assinado no qual solicitava a criação de cursos superiores na cidade.

Enquanto a Comissão lutava para trazer a universidade para o município, o prefeito Mauro Antônio Bento, que havia encampado a ideia, colocava em discussão o Projeto de Lei 13/79, que previa a implantação da UFG em Jataí.

Em março de 1980 o então reitor da UFG, professor José Cruciano de Araújo, assinou a Resolução no 145 que criou o Campus Avançado de Jataí. A partir daí foi firmada uma parceria com a Prefeitura Municipal garantindo a consolidação do projeto de criação  do CAJ com a divisão de gastos e de responsabilidades. O prédio-sede foi entregue oficialmente à UFG no dia 19 de março de 1980 e o primeiro vestibular realizado no ano seguinte, ofertando vagas para os cursos de Química (20 vagas), Física (30 vagas) e Matemática (40 vagas).

A segunda e decisiva etapa para a efetiva instalação do CAJ ocorreu em maio de 1982, quando a prefeitura doou à UFG uma área, contendo um prédio com capacidade para acolher 400 alunos.

Com a implantação do Projeto de Expansão das Instituições Federais de Ensino Superior, em 2005, e, posteriormente, do Reuni, diversas ações administrativas e acadêmicas puderam ser implementadas.

Em 2004, no CAJ, eram apenas cinco servidores técnico-administrativos e 43 docentes pertencentes ao quadro da UFG. O funcionamento do câmpus dependia, essencialmente, das contratações realizadas pela Fundação Educacional de Jataí, com recursos oriundos de um convênio firmado entre a UFG, o Estado de Goiás e a prefeitura de Jataí. Hoje, são aproximadamente 350 professores e 80 técnico-administrativos do quadro efetivo da universidade, além de vários trabalhadores terceirizados que dão suporte às atividades desenvolvidas nos câmpus.

Atualmente, denominada Regional Jataí da Universidade Federal de Goiás , conta com 25 cursos distribuídos em dois Câmpus Universitários : o Riachuelo, no Centro da cidade onde funcionam alguns cursos de humanas e ambientes administrativos e Câmpus

Cidade Universitária José Cruciano de Araújo/ Jatobá, onde funcionam 21 dos 24 cursos  de graduação da Regional, cursos de Pós-Graduação e ambientes administrativos. A Regional Jataí ocupa uma área de 37,6 mil m2 que concentra a estrutura física por onde circulam mais de quatro mil pessoas.

Os cursos de graduação oferecidos em Jataí são: Agronomia, Biomedicina (bacharelado), Ciências Biológicas (bacharelado), Ciências Biológicas (licenciatura), Ciências da Computação (bacharelado), Direito (bacharelado), Educação Física (bacharelado), Educação Física (licenciatura), Enfermagem, Engenharia Florestal, Física (licenciatura), Fisioterapia, Geografia (bacharelado), Geografia (licenciatura), História (licenciatura), Letras (licenciatura em Inglês), Letras (licenciatura em Português), Matemática (licenciatura), Medicina, Medicina Veterinária (bacharelado), Pedagogia (licenciatura noturno), Pedagogia (licenciatura matutino), Psicologia, Química (bacharelado), Química (licenciatura) e Zootecnia.

Na pós-graduação a Regional Jataí oferece hoje um doutorado em Geografia e diversos cursos de mestrado: em Agronomia, Geografia, Educação, Ciências da Saúde, e os mestrados profissionais em Matemática e Letras. Cursos de Especialização também são organizados de acordo com a demanda.

 

Listar Todas Voltar